Primeiro Pauri do Jap Jī Sāhib – Guru Nānak

Sat Nam!

Neste ano de 2018, o Khand Prakash Centro de Kundalini Yoga irá compartilhar com vocês temas relacionados à tecnologia do Naad, o som sagrado contido nos Mantras e Shabads usados no Kundalini Yoga. O primeiro da série será o Jaap Ji Sahib. Serão 40 posts, assinados por professores de Kundalini Yoga, explicando cada Pauri.

Honrada em servir

Surjeet Kaur
Surjeet Kaur

Primeiro Pauri do Jap Jī Sāhib

do Guru Nānak

Reflexões da SSS Sardarni GuruAmrit Kaur Khalsa

“A segunda metade é um antídoto contra a depressão. Ele irá tirar você da depressão, insegurança, de pesadelos e do sentimento de perda.” – dos Ensinamentos do Siri Singh Sahib Yogi Bhajan (1) 

sôché sôch nâ hôvâ-í jê sôchí lâkh var.

Pensando, Ele não pode ser reduzido ao pensamento, mesmo que se pense centenas de milhares de vezes.

(Nota: O Paurī continua:)

Permanecendo em silêncio, o silêncio interno não é obtido, mesmo permanecendo amorosamente absorto profundamente em você.

A fome do faminto não é saciada, mesmo com pilhas repletas de coisas mundanas.

Centenas de milhares de artimanhas espertas, mas nenhuma delas irá com você no final.

Como então você pode se tornar verdadeiro? E como o véu da ilusão pode ser retirado?

Oh Nanak, está escrito que você deve obedecer ao Hukam do Seu Comando, e caminhar na Estrada da Sua Vontade.

Os dias atuais são cheios de pressões que demandam uma mente que saiba discernir e direcionar as questões que estão constantemente nos desafiando. A cada dia nós temos pensamentos sobre o que nós esperamos alcançar, e à medida que nós definimos nossas metas, nós nos esforçamos para manifesta-las. Assim, através de uma contemplação diária de como nós manifestamos a missão da nossa vida, nós nos engajamos na vida. Como nós podemos então usar os ensinamentos desse Pauri para crescer em nossa consciência e viver verdadeiramente na Vontade de Deus e além das ilusões que nos cegam?

O Siri Singh Sahib Yogi Bhajan dizia que a nossa mente processa centenas de milhares de pensamentos em um piscar de olhos. (2) Guru Nanak diz isso nesse Pauri: nem pensando, nem permanecendo em silêncio irá nos ajudar a parar a fome, a fome que nos coloca diretamente no Maya do mundo. Na medida que nós lidamos com todos os pensamentos sendo processados através da nossa mente, nós não estamos livres das artimanhas que a nossa mente faz para colocar o ego em cena. A única maneira na vida é nos alinharmos e sintonizarmos com o divino interno e caminhar o caminho que foi desenhado para nós, um caminho que foi prescrito para apoiar a nossa mais alta evolução espiritual. Existirão desafios na vida que nós teremos que enfrentar, uma vez que eles estão ali para desenvolver muitas qualidades no nível da alma, qualidades que nós iremos precisar no passo a passo da nossa jornada na vida. A maneira fácil de atravessar esses desafios é lembrando de entregar a Deus os nossos pensamentos sobre os desafios, deixando que a mão de Deus trabalhe por nós e assim caminhando com felicidade.

O Siri Singh Sahib Yogi Bhajan disse o seguinte sobre isso: “Existem certas coisas que nós temos que compreender conceitualmente. Esse planeta terra, essa pequena bola de ping pong é o domínio de Deus. O seu campo magnético e a sua energia são a vontade de Deus. Nós somos uma existência definida de Deus. Definida. Nós não somos infinitos. Pela vontade do Infinito e pela coexistência do finito, nós somos uma existência definida. Essa situação precisa ser compreendida de uma forma honrosa na nossa profundidade. Por isso por favor dê uma chance a Deus. Permita que Deus te guie e veja o que acontece. Todas as artimanhas espertas que você usa, as incontáveis pequenas artimanhas – sequer uma delas continuará com você. Se entregue e percorra o caminho da Vontade do Espírito. Nanak – seja com o que já está escrito.” (3) Essa é a forma de direcionar a sua caminhada na vida: com uma atitude de humildade e de fé pela magnitude da missão diante de você e permitindo que a mão de Deus te guie.

No Siri Guru Granth Sahib está dito que o destino é escrito primeiro, depois todos os recursos que você precisa são planejados e providos e então o corpo é formado onde a alma irá encarnar. Do Infinito nós nos tornamos finitos. Cada um de nós vem unido com Deus em serviço para realizar uma missão definida, aquela que é desenhada para o nosso mais alto crescimento espiritual. Ainda que nós vemos nossa vida sendo consumida pelas pressões da terra, nós precisamos nos lembrar o que o Guru Nanak nos ensina nesse primeiro Pauri do Jap Ji. Oh Nanak, está escrito que você deve obedecer ao Hukam (Ordem) do Seu Comando, e andar no Caminho da Sua Vontade.” Através de todos os desafios da vida, cada capítulo da vida traz para nós as suas histórias ou os seus dramas e, no final, todos foram desenhados para prover a nós um plano de lição que vai desenvolver uma qualidade divina da alma. Caminhar na fé, com humildade para se entregar à Vontade de Deus direcionada para nós juntamente com saber pedir por assistência, constrói a qualidade interna da reverência.

Siri Singh Sahib Yogi Bhajan diria: “Uma vez que você conhece o seu status e a sua profundidade, e você ganhou esse status pelo seu anseio, então Deus pertence a você. Existem duas formas de viver: ou você trabalha muito, dá o seu suor e morre, ou você se assenta estanque e firme na glória do seu anseio, no melhor de você e da sua graça, e então tudo virá para você. Quando o seu ego entra em conflito, então há um problema, porque o medo virá. No momento que você é uma vítima do medo, os problemas são permanentes: se um termina, outro aparece. Deus, que faz o planeta Terra girar, pode cuidar da sua rotina. Qual é a força chave em você como um ser humano que pode fazer Deus trabalhar para você? É o seu anseio de pertencer.” (4)

Para finalizar, eu divido com vocês uma história pessoal os convidando para me acompanhar em uma jornada, uma jornada de volta ao tempo, para se assentar no Domo onde o Siri Singh Sahib Yogi Bhajan morou. Perto do fim da sua vida, alunos, equipe e família costumavam o visitar no fim do dia. Essa noite em particular eu me lembro bem. Ele estava fazendo uma pergunta para cada pessoa presente. Imagine que ele está fazendo para você a seguinte pergunta: “Qual é a diferença entre bom e mau?” Pare por um instante para encontrar a sua resposta.

Voltando para lá, todos trouxeram algum pensamento em resposta à sua questão. Ele permaneceu em silêncio. Quando foi a minha vez de responder à questão, minha resposta foi: “Pensar faz isso.” Ele então quebrou o seu silêncio. “Certo. sôché sôch nâ hôvâ-í jê sôchí lâkh var.” Ele citou a primeira linha do primeiro Pauri do Jap Ji.

Tenha em mente o que diz o Siri Singh Sahib Yogi Bhajan: “Se não há reverência, não há realidade. Tudo que realidade e verdade te darão é reverência. Você não pode separá-las. Quando você tem dualidade, você cria uma bela cisão. Ela cria um desfiladeiro no qual você, o seu futuro e o seu destino irão despencar. Para as pessoas que fazem jogos na Era de Aquário, eu tenho um conselho: Não faça jogos. Deixe a mão de Deus jogar o jogo. Se você faz jogos, então mesmo com toda a riqueza e conquistas que você pode alcançar, você não será nada além de pura miséria.” (3) Recitar esse Pauri é um antídoto para a depressão e dá a você a sabedoria plena e o êxtase de Deus. Irá te retirar da depressão, insegurança, pesadelos e perdas.

Você está entrando em uma jornada espiritual de auto realização através do estudo do Jap Ji. Que a Graça do Guru Nanak guie sua consciência e traga realização na sua jornada. Siri Singh Sahib diria: “Deixe que a mão de Deus tenha uma chance. Deixe que a mão de Deus trabalhe para você. O Um que te criou, deixe ele criar todos os ambientes, circunstâncias, instrumentos e aptidões.” (5)

 

Bibliografia

  1. Bhajan, The Aquarian Teacher, 80.
  2. The Teachings of Yogi Bhajan, October 4, 1987.
  3. The Teachings of Yogi Bhajan, April 7, 1993.
  4. The Teachings of Yogi Bhajan, July 10, 1991.
  5. The Teachings of Yogi Bhajan, Patience Pays Affirmation.

Sardarni Guru Amrit Kaur Khalsa sustenta o posto de Siri Sikdar Sahiba do Sikh Dharma e serve ajudando e promovendo a prática espiritual de alta qualidade para aqueles que trilham o caminho do Sikh Dharma. Bacharel em Religiões Comparadas, ela se tornou Ministra do Sikh Dharma em 1977. Ela serviu na equipe do Siri Singh Sahib de 1974 até o dia de seu falecimento, quando ele concedeu a ela o posto de Siri Sikdar Sahiba (Ministra Líder Espiritual do Sikh Dharma).

Sardani GuruAmrit Kaur dedica sua vida ao serviço e ao desenvolvimento do Dharma expandindo cada vez mais nossas organizações sem fins lucrativos e difundindo a luz do Shabad Guru.

Isso é o que o Siri Singh Sahib disse sobre a Sardani GuruAmrit Kaur: “Como ser humano, ela tem um tipo de vitalidade e projeção muito diferentes. Mas se você está passando por uma dificuldade terrível, ela é muito compassiva e doce, ela consegue fazer em três minutos o que ninguém faz em trinta dias. Em três minutos ela vai se doar a você e adentrar sua alma para elevar você até a maior altura que você pode experimentar“.